Campismo promove integração à natureza

Campismo é uma atividade ao ar livre que envolve pernoites fora de casa em um abrigo, como uma tenda, uma caravana ou um motorhome. Geralmente, os participantes deixam as áreas urbanas para passar o tempo ao ar livre, em meio à natureza, em busca de atividades que lhes proporcionem prazer.

Para acampar é necessário ao menos uma noite ao ar livre, distinguindo-se de passeios de um dia, piqueniques e outras atividades recreativas de curta duração. A atividade pode ser realizada durante todas as quatro estações. O luxo pode ser um elemento, como nos safáris africanos do início do século XX, mas incluir acomodações em estruturas fixas totalmente equipadas, como acampamentos esportivos sofisticados sob a bandeira do “acampamento”, perde a essência.

Popularização do campismo

Acampar como atividade recreativa tornou-se popular entre as elites no início do século XX. Com o tempo, tornou-se mais democrático e variado. Campistas modernos freqüentam reservas naturais públicas, como parques nacionais e estaduais, áreas selvagens e de acampamento comerciais.

A prática de acampar é uma parte essencial de muitas organizações em todo o mundo, como o Escotismo, que o utiliza para ensinar autoconfiança e trabalho em equipe. Camping descreve uma variedade de atividades e abordagens para acomodação ao ar livre.

Os campistas “sobreviventes” levam o mínimo possível para se manter, enquanto os viajantes de veículos recreativos chegam equipados com sua própria eletricidade, aquecimento e mobília. Um acampamento pode ser combinado com outras atividades, como caminhadas, canoagem, escalada e pesca.

Definições do ato de acampar

Não há uma definição universal do que é e do que não é acampar. Fundamentalmente, reflete uma combinação de intenções e a natureza das atividades envolvidas. Um acampamento de verão para crianças com refeitórios e acomodações de alojamento pode ter “acampamento” em seu nome, mas não reflete o espírito e a forma de “acampar”, como é amplamente compreendido.

Da mesma forma, o estilo de vida de um sem-teto pode envolver muitas atividades comuns de acampamento, como dormir fora e preparar refeições com uma pequena fogueira, mas não reflete a natureza eletiva e a busca pelo rejuvenescimento do espírito que são aspectos integrais do acampamento. Também não se pode dizer que culturas com estilos de vida itinerantes ou falta de habitações permanentes sejam “campismo”, é apenas o seu modo de vida.

Você aprecia esse tipo de passeio? Conte sua experiência!

Você também pode gostar de ver isso..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *