Seguro Viagem: quando usar e como escolher

viagem de avião

Viajar com segurança e tranquilidade é o que todo mundo quer. Durante uma viagem, ninguém espera ficar doente, sofrer um acidente, ter a bagagem extraviada, esperar horas por um voo atrasado, mas são coisas que podem acontecer, infelizmente. Então, nada melhor do que estar prevenida(o)! Contratar um seguro viagem já virou hábito entre brasileiros, principalmente para viagens internacionais.

Nem todos os países exigem o seguro viagem, mas dificuldades de acesso ou o elevado custo por um serviço de saúde, como na Inglaterra e nos EUA, por exemplo, tornam o seguro viagem indispensável para a maioria absoluta dos viajantes que ultrapassam as fronteiras do nosso Brasil. Além disso, tem outras coberturas importantes, como atraso de voo, assessoria jurídica, traslado médico, medicamentos, regresso sanitário ou funerário, indenização por invalidez ou morte provocadas por acidente.

Quais países da Europa exigem o seguro viagem?

Na Europa, do total de cinquenta países o seguro saúde internacional é exigido por 26, os signatários do Tratado de Schengen. Confira quais são: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Países Baixos, Polônia, Portugal, República Checa, Suécia e Suíça.

Para esses países, o seguro deve ter uma cobertura médica de no mínimo 30 mil Euros por evento. O Tratado de Schengen é um acordo entre esses países europeus, firmado em 1985, que permite a livre circulação de pessoas entre eles. Então se você entrar nesse espaço por Portugal, por exemplo, durante a viagem não vai precisar passar novamente pela imigração ao desembarcar na Espanha ou França.

Como escolher um seguro viagem?

Mulher caminha por trilha em meio à mata.

Um seguro viagem pode ter muitas variáveis, mas o principal é verificar se a cobertura médica é suficiente para o destino e as necessidades do viajante. Pessoas com doenças crônicas pré-existentes, idosos, atletas profissionais, praticantes de esportes radicais e gestantes são exemplos de passageiros que devem garantir condições específicas previstas na apólice.

Outra coisa é quanto ao valor de indenização em caso de perda da bagagem pela companhia aérea, mais comum em viagens com conexões (troca de aeronaves). A indenização deve cobrir o valor de todos os pertences na bagagem e também das malas. Para escolher seu seguro viagem, o ideal é consultar um agente de viagens, que pode esclarecer dúvidas e orientar pela melhor escolha.

Consultoria sem custo adicional

Nós, da Embarque40Mais Viagens, prestamos essa consultoria aos nossos clientes sem nenhum custo adicional. Você pode entrar em contato pelo telefone/ whats (19) 988.380.781 ou e-mail [email protected], que teremos prazer em contribuir. Trabalhamos com vários fornecedores, o que nos permite encontrar o melhor custo-benefício para sua viagem.

Se você quer ter ideia de preços e condições ou prefere mesmo pesquisar e comprar diretamente, pode utilizar o nosso comparador de seguro viagem (a seguir), que mantemos em parceria com a Real. E a qualquer momento, se tiver dúvida, fale com a gente! 

  • Com informações do Itamaraty (governo brasileiro) e do Consulado de Portugal em São Paulo-Brasil. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *